Obter Adobe Flash Player
          Dúvidas?  
 
  Home   E-Mail   Ajuda  
 
Página principal . .
  Comentários
Foram encontrados: 46 comentários para esta apresentação.
Enviado por:ELIANA CRIVELLARI (LILI)
Data:09/06/2008
Comentário:
    POUCO IMPORTA SE O AMOR É AUSENTE OU PRESENTE, NAELUA, IMPORTA O QUE VOCÊ CAPTA, SENTE , PRESSENTE DAS EMOÇÕES UNIVERSAIS. E FAZ DELAS VERSOS PARA NÓS. LINDAMENTE! PARABÉNS PELO SEU TALENTO! PARABÉNS TAMBÉM AOS FORMATADORES, POIS A TELA ESTÁ UM PRIMOR, E O QUE VOCÊS FAZEM TAMBÉM É ARTE. NOTA MIL!

Enviado por:Ceiça
Data:08/06/2008
Comentário:
    Que trabalho iluminado. Conheço da autora O MEU AMADO VEIO VISITAR-ME é lindo. Aki está o contraponto da alegria no trabalho antes citado. è indescritível como a Naelua sabe "brincar" com nossos sentimentos. Ora um amor ausente, ora presente. Felicitações a autora e ao site.

Enviado por:Magaly
Data:04/06/2008
Comentário:
    Rever aqui mais um trabalho da Naelua é sempre um prazer. Lí e relí. Achei belo. como a mesma já escreveu em outro trabalho, repito aqui: "por que amar dói tanto?". Parabéns pessoa linda, continue assim, que permaneço com vc... babando!

Enviado por:waldir
Data:03/06/2008
Comentário:
    Descordo do comentário enviado por CÉU, as afirmações soam como se estivéssemos no plano do real. Em poesia é necessário usar-se a imaginação. Com todos os outros, concordo plenamente, o "pessoal" leu com os olhos da alma. Resumo, nada mais há a dizer, este é um trabalho MAGNÍFICO. Parabéns a autora

Enviado por:Roberto Medeiros
Data:03/06/2008
Comentário:
    Não conhecia o site, apenas de ouvir falar, fui direto na página principal e ví o trabalho mais recente. Estou encantado com os versos da poetisa Naelua Pessoa e com o trabalho da equipe. Soube fazer do seu sentimento o alfa e ômega, misto de melancolia e aceitação! Belíssimo. Congratulações.

Enviado por:Céu
Data:02/06/2008
Comentário:
    Na verdade esse amor ausente já estava fracassado há muito tempo. Apenas tomou consciência disso. Exisrem amores que guardamos boas lembranças, mesmo não existindo mais, ao passo que outros só vázio e ausências e memo existindo os bons momentos è como se adormecesse , sem lembranças.

Enviado por:nancy
Data:01/06/2008
Comentário:
    Belíssimo trabalho da autora com metria e rimas ousadas, foi centrada em expor saudade e conformismo. Parabéns!

Enviado por:Rildo Cardoso
Data:30/05/2008
Comentário:
    a emoção e e sentimento foram captados plenamente nesta poesia. parabéns.

Enviado por:Rosa Lumba
Data:29/05/2008
Comentário:
    Divinamente escrito. Lindamente exposto na tela. Dois trabalhos distintos que agregados, virou uma maravilha. Os versos da Naelua com seu costumeiro ar de horizonte e a formatação do site sempre impecável. Parabéns a esta "dupla dinâmica"!

Enviado por:Dayane Nicolas Vellen
Data:29/05/2008
Comentário:
    Brilhante trabalho da Naelua, neste versos aqui apresentados. Lí nos comentários já feitos que ela chama de amor ausente, um sentimento que já findou. Ora findou à outra parte e não a ela, nela o amor esta apenas AUSENTE. Intrigante como ela se confunde com seus versos!

Enviado por:Tereza
Data:29/05/2008
Comentário:
    Com uma suavidade de dar inveja a qualquer leigo, a autora escreve saudade, esperança, lembrança e se diz desesperançosa do retorno do amado. Já lí dela, Meu Amado Veio Visitar-me. Pense, nuns versos lindossssssssssss! Deixo aqui um pedido: POR FAVOR PUBLIQUEM! NÓS MERECEMOS!

Enviado por:valdeci Neta
Data:29/05/2008
Comentário:
    "Desta vez doeu demais", com as palavras da música cantada por Gal Costa, descrevo o que senti ao ler o novo trabalho da Naelua neste site. Não encontro palavras para colocar aqui e agora o que senti. Então calo! Inesxplicavelmente lindo, lindíssimo.

Enviado por:Sofia Solittah
Data:28/05/2008
Comentário:
    Sempre pensamos no amor presente, e quado se afasta o chamamos de ex-amor. Aqui encontro alguém que, abarrotada de saudade resignação chama de amor aquele sentimento que já não está presente no campo físico e sim no campo da saudade! Que belo! Façam chegar a ela meus votos de sucesso.

Enviado por:Glicério
Data:28/05/2008
Comentário:
    Bonitas palavras numa tela lindamente preparada para recebê-las. Parabéns a autora e ao site.

Enviado por:G.Amorim
Data:28/05/2008
Comentário:
    É sempre um prazer incomensurável ler os versos da Naelua Pessoa. E neste trabalho, sofrido e lindo, mas uma vez se superou. Parabéns.

Enviado por:Marcantônio
Data:28/05/2008
Comentário:
    Fui (felizmente) induzido a conhecer o trabalho da autora através de amigos e fiquei boquiaberto, pois em versões distintas, sempre expõe sua forma de sentir em consonância com a ocasião poética. Lindo.

Enviado por:Edgard Marinho
Data:28/05/2008
Comentário:
    Como o amigo acima, fui impelido a vir conhecê-la, e confesso que foi um momento dos bons, seus versos fluem com uma categoria incontestável. Valeu a vinda. Agora sempre voltarei por aqui. E olhe, nem sou tão chegado a poesias!

Enviado por:Sergio
Data:28/05/2008
Comentário:
    Por um grato erro, terminei conhecendo os versos da Naelua Pessoa, me fez lembrar da Florbela Espanca, por tamanha capacidade de expressar uma tristeza profunda sem "danificar" nem tornar-se piegas. Parabéns a ela é pouco. Deixo VIVAS! VIVAS!

Enviado por:Tomeh
Data:28/05/2008
Comentário:
    Que sutileza! A maneira que exorta sua saudade, sua resignação e sua desesperança é suave e contundente. Trabalho de valor incalculável. Não há nota a ser dada, a matemática aqui deixa de ser exata.

Enviado por:Oscar
Data:28/05/2008
Comentário:
    Por trabalhar com flores, gostaria de poder fazer chegar a autora flores de minha produção, visto ter ela nos presenteado com suas flores, em formas de versos. Quiçá, uma maneira de dizer não sofra. Seus versos se confundem ou nos confudem com ela. Lindíssimos trechos de amor!

Enviado por:Lula Ferreira
Data:28/05/2008
Comentário:
    Mesmo daqui da "Terrinha" sigo os passos da poesia deste site, e a mim muito me agrada encontrar versos da Naelua Pessoa, pena que ela escreva para vocês tão pouco. Mas volta e meia ancoro por aqui e procuro, e quando encontro tenho cá grande contentamento. Me pergunto, será que perdi algo dela?

Enviado por:Belisário
Data:28/05/2008
Comentário:
    O amor está ausente, mas ela está presente, aqui, conosco, para desfrutarmos de pequeno mais de elevado sabor poético. Este trabalho lí sentindo que algo mexia em minh'alma a cada palavras deglutida. Em cada verso acabado. Que belo trabalho. Que sintonia com o amor. Felicitações.

Enviado por:Gilberto Herson
Data:28/05/2008
Comentário:
    Nada mais confortante que a poesia, tenho cá meus preferidos, mas já te tão conhecidos, procuro por novos talentos e a Naelua já faz parte do meu rol na categoria Especial. Mas um trabalho que me deixou maravilhado, aguardarei o que virá! Agradeço ao site por colocá-la aqui para mim, para nós todos!

Enviado por:José Novaes
Data:28/05/2008
Comentário:
    Enfim, mais um escrito da Naelua Pessoa. Demorou em aparecer, mas surgiu radiante como sempre. Ah! se pudéssemos escolher quando lê-la, pediria pelo menos um trabalho ao mês. Mas respeito, são muitos. Mas dentre tantos, para mim, é a preferida, a predileta. Tragam sempre a Naelua quando puderem.

Enviado por:Monikinha
Data:28/05/2008
Comentário:
    A dança está para mim, como os versos para a Naelua. Mas há um diferencial, me esforço para não errar nos passos, já ela coloca ao nosso dispor seus versos sem esforço. Lindos, límpidos, claros, calmos, que nos invadem e penetram gostosamente. Que beleza de inteligência.Que finura apurada! FÔFA !!!!

Enviado por:julia
Data:27/05/2008
Comentário:
    Estou enveredando pelo caminho da poesia, sou novata neste assunto. Mas por indicação vim ao site a procura dela, e a achei. Sorte ou achado celeste. Voces são otimos formatadores e a autora então, sem palavras para defini-la. Agora voltarei sempre e sempre.

Enviado por:Nadja
Data:27/05/2008
Comentário:
    Literalmente saltei de alegria ao revê-la. Naelua Pessoa me fez chorar em Perguntei ao Mar, me serenou em Quietude e me fez refletir em Doam-se Neurônios. Agora ela abalou minha estrutura. O que pensei ausente, estava era latente em mim! Valeu! Vc é linda!

Enviado por:Jorge Pereira
Data:27/05/2008
Comentário:
    Prá já tornou-se vício, vir aki conhecer as novas apresentações e quando encontro da Naelua (andava sumida)é prazer redobrado. Sem palavras para definir poetisa, versos e formatação. Perfeito o trabalho e a sensibilidade da autora.

Enviado por:Key Lins
Data:27/05/2008
Comentário:
    Novamente aki sem palavras, sufocada (felizmente)por versos tão lindos. A diva Espanca estava guiando suas mãos e mente nesta hora, ah! com certeza. Mas ela é nossa, não a deixem! Encantada, encantada! Felicitações a todos.

Enviado por:Rejane Vieira
Data:27/05/2008
Comentário:
    Em passeio pelo site, de pronto, deparei-me com os versos desta autora. Como aceitar o que se foi, com a alma dolorida, mas com uma altivez de dar inveja. Eu entrei nas palavras, viajei na tela, senti até o echarpe, a cortina. Que coisa bela. Lindissimo. Congratulações a todos. Momento lindo!

Enviado por:Jane
Data:27/05/2008
Comentário:
    São versos de impacto. Tá lá não vem mais. Tá lá a dor da ausência. Tá lá o misto causado. Gente, é demais. O que me saltou aos olhos foi os versos lindamente depositados pro sobre a cortina branca. E o olhar de uma desesperança da moça está encantador. Todavia os versos, como corroem. Beleza ímpar.

Enviado por:marcia duarte
Data:27/05/2008
Comentário:
    A visual atormentada pela saudade que a autora deixa transparecer, chegou até mim como um vazio! Como ela sabe transmitir, seus versos é como se saltassem da tela tão belamente escolhida. Divina! Congratulações a ela e a formatação da equipe do site.

Enviado por:Fred Costa
Data:27/05/2008
Comentário:
    Alegre, este é o meu sentimento em encontrar novo poema da autora. E este foi de deixar sem argumentos. Sentir e saber que não mais poderá usufruir dos momentos de êxtase, foi magnífico. Que pena que surja tão raramente. Simplesmente perfeito! Continue assim anjo bom de escrita. Sou seu fã!

Enviado por:Marilourdes Souza
Data:27/05/2008
Comentário:
    Os loucos também amam! E eu com minha loucura normal, chorei! De mim também ausentou-se quem amo, e como amo! Apenas não sei expressar. Valeu Poetisa, vc mexeu comigo. PARABÉNS.

Enviado por:Katia Lins
Data:27/05/2008
Comentário:
    É com imenso prazer que revejo mais um trabalho da Naelua Pessoa, conheço seu Recanto Poético, é magnífico. Aki está divino. O site caprichou. Mas sem os versos que brotam da sua alma, nada estaria tão esplendoroso. Felicidades. Namastê. Ao site, parabens!

Enviado por:Alice Figueiroa
Data:27/05/2008
Comentário:
    CLAP! CLAP! CLAP! Só palmas e palmas para sair do lugar comum, todos já disseram tudo. Bato e peço palmas. Ela merece!

Enviado por:joana gois
Data:27/05/2008
Comentário:
    Recuso-me a dizer que é um trabalho melhor, todos os trabalhos dela são lindos. Se demora a aparecer, aguardo, sei que o site não a esquecerá jamais. E este foi D++++++. Parabéns a equipe, continuo no aguardo, sei que virá um próximo. E a vc minha linda, sucesso!

Enviado por:Gui Rocha
Data:27/05/2008
Comentário:
    Tiro o chapéu. Delicada forma de lembrança, carregada de emoção e de uma aceitação. Será que neste mundo há quem aceite assim tão ingrato final e ainda escreva sobre ele. Se há, teremos identiicação absoluta. Ela escreve prá mim, prá vc! Bjs pessoa linda! Site ñ me deixe sem ela!

Enviado por:Duccio
Data:27/05/2008
Comentário:
    Menina caçula da Florbela Espanca, note a solidão interior avassaladora, mas que é colocada ao mundo extermo com terna doçura! Ah! que delicia de versos, que encantamento na colocação das palavras, que rimas doídas, que aceite final. Não se poderia esperar nada desigual. É ela Naelua Pessoa de volta

Enviado por:Danubio Wanderley
Data:27/05/2008
Comentário:
    Inundou-me a alma tão aguçados versos. Irritou-me a aceitação da solidão. Dilacerou-me a certeza da não volta. Revoltou-me a frase MEU AMOR AUSENTE. Se o amor se foi, não era amor, amor não se vai é eterno. Entretanto, a forma escolhida para dizer foi tão doce. Que me acalmei. Parabéns!

Enviado por:Leir Zonum
Data:27/05/2008
Comentário:
    Delícia, mais um daquela que "doou neurônios maluquinhos". Este não é lúdico, mas também não chega a ser triste. A autora expôs versos ressentidos pela falta sofrida de uma amor que se foi. Contudo, quem ainda não o teve. Eu sim. Parabéns a ela. Continuo na procura por ela aki. Sempre!

Enviado por:Pedro Vieira
Data:26/05/2008
Comentário:
    Já estava faltando-me a esperança de vê-la por aqui. Novamente arrasando, na corrente da Florbela Espanca. Ah! minha poeta, bem sabes dizer, como dói um amor ausente. Adorei a surpresa. Obrigado equipe! E a vc meus sinceros parabéns!

Enviado por:Francisca Chagas
Data:26/05/2008
Comentário:
    MARAVILHOSO. Os momentos descritos pela autora, são exatamente os que nos tocam no cotidiano, e que nos fazem sentir aquela pontada aguda de solidão, por que o amor tem que ir? e nos deixar assim, desta forma? Parabéns a autora e ao site.

Enviado por:Lilian Nunes
Data:26/05/2008
Comentário:
    Ô AMOR NÃO TE VAIS! Foi esta a expressão que me veio a mente assim que terminei de ler o poema, porque em verdade é exatamente o exposto pela autora, o que resta quando ele se ausenta. Bela tela, a figura parece "dizer" os versos. Tudo lindo. A autora se agiganta a cada trabalho aqui publicado.

Enviado por:Vicente
Data:26/05/2008
Comentário:
    Por sobre uma tela em que a senhorita nobremente vestida ler-se tão encantadores versos, não sei se cabe comentário. Mas, me deparo aqui fazendo, ousado eu não? Que beleza! Sutil forma de dizer o vazio de um alguém que já se foi sem retorno. Fico por aqui. Tudo lindo!!!!

Enviado por:NAEL
Data:26/05/2008
Comentário:
    HÁ POESIA QUE DESCREVE NOSSOS SENTIMENTOS COM TANTA MAESTRIA A PONTO DE SENTIRMOS DENTRO DELA: PRESENÇA DE UM AMOR AUSENTE. A AUTORA ERA UM GIGANTE ADORMECIDO. PARABÉNS !!!!!!!!.


Envie-nos seu comentário...
Nome:
E-Mail:
Comentário: (Utilize no máximo 300 caracteres.)

(0 / 300)
    Digite o Código ao lado.
Limpar formulário! Enviar comentário!
 
 
4.464.662 - Visitantes desde 16/05/2005 Webmaster